Falando com as crianças – máscaras de proteção ao coronavírus

como conversar com crianças sobre máscaras covid
ilustração de duas crianças de máscar brincando e a frase  falando com as crianças sobre o uso de máscaras

Por serem o maior grupo de assintomáticos respiratórios, crianças e os adolescentes também devem usar máscaras 😷. Porém, falar é fácil, o difícil é convencer, principalmente os menores, a usarem essa proteção, recomendada tanto pela Organização Mundial da Saúde e quanto pelo Ministério da Saúde, para tentar reduzir os casos de infecção por coronavírus. Confira algumas dicas de como tornar mais segura a saída de casa 🏠..

1. A máscara deve ser colocada na criança por um adulto, com as mãos limpas e higienizadas. Retire pelas alças laterais ou laço posterior.

2. Enquanto estiver usando máscaras, olhe no espelho e fale sobre isso com a criança. evite reclamar e aja com alegria.

3. Explique que as pessoas usam máscaras para se proteger e ajudar outras pessoas.

4. Coloque a máscara em casa para que a criança observe como o adulto faz. Treine o uso e corrija, de forma lúdica e sem brigas, caso ela toque ou tire o utensílio.

5. No processo de aprendizagem de uso, utilize os brinquedos da criança, colocando a máscara em bonecos, ursinhos de pelúcia etc.

6. Mostre fotos de outras crianças/amiguinhos usando máscaras. Ressalte que cada um tem a sua máscara e que não pode usar nem encostar na do coleguinha.

7. Peça para a criança usar a máscara em casa, por diversão. Crie jogos, pedindo para que tentem ler as expressões faciais um do outro apenas com os olhos.

8. Associe a máscara aos super-heróis. Explique que médicos e enfermeiros são heróis que protegem e ajudam outras pessoas, e as máscaras fazem parte do uniforme.

9. Crianças menores de dois anos não devem usar máscaras por conta da salivação intensa, das vias aéreas de pequeno calibre e da imaturidade motora, que elevam o risco de sufocação. 

10. Explique para crianças menores de 3 anos que a máscara é um “escudo” contra um “bichinho” que pode adoecer as pessoas. 

11. Para crianças maiores de 3 anos, fale que existem germes bons e ruins. Os maus podem deixá-las doente. Como não podemos ver e diferenciá-los, as máscaras ajudam a manter os germes longe do corpo.

12. No caso de criança com deficiência ou necessidades especiais, treine e avalie como ela reage à máscara. Caso ela não aceite, fique sempre a uma distância de pelo menos 2 metros entre as pessoas.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s